quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Balzac e a costureirinha chinesa, por Raimalda Conceição

A dica de hoje é o livro Balzac e a costureirinha chinesa, de Daí Sijie. A obra foi indicada e comentada por Raimalda Conceição, mediadora de leitura da Biblioteca de Ítalo. Confira!


A história é de Luo e Ma, dois jovens de 17 e 18 anos que em plenos anos 70 vivem na China presidida por Mao Tsé Tung. É nesse contexto da Revolução Cultural Chinesa, que fechou universidades, perseguiu intelectuais e determinou a reeducação de jovens de classe média por meio do trabalho braçal, que Luo e Ma foram considerados burgueses reacionários e encaminhados a um “campo de reeducação” em uma vila isolada no Tibet.

Submetidos à jornada de trabalho muito pesada e descrentes da possibilidade de retornar a sua cidade natal, os jovens encontram alívio nas músicas tocadas por Ma e nas histórias lidas por Luo, especialmente de autoria de Balzac. Meio a tudo isso, os dois conhecem uma costureirinha, por quem ambos se apaixonam.  Ela então lhes revela livros considerados subversivos, de autoria de Flaubert, Dostoievski, Vitor Hugo e Balzac. É a partir daí que você, leitor, vai conhecer uma comunidade que dribla proibições relativas à leitura e constatar os efeitos sociais da literatura, que podem mudar o mundo.


A obra foi adaptada para a telona e fez grande sucesso no circuito de arte brasileiro. Não encontramos o trailler do filme legendado, mas achamos que vale a pena compartilha-lo mesmo assim.

Um comentário:

  1. Baixar o Filme - Balzac e a Costureirinha Chinesa - A liberdade de pensamento e a ruptura de um autoritarismo intelectual - http://mcaf.ee/cneox

    ResponderExcluir